Conselho Municipal de Meio Ambiente conhece o projeto ´Casa de Vidro´

Em reunião ordinária realizada nesta semana, o Conselho Municipal de Meio Ambiente deliberou extensa pauta de trabalho e conheceu o projeto ´Casa de Vidro´, que visa destinar ponto de recebimento de vidros e materiais similares após coleta no município. A reunião deliberativa, presidida por Eliane Gomes também tratou de outros assuntos, como a questão do funcionamento da coleta de lixo, a ampliação da coleta seletiva para outras regiões em Ponta Porã, consequentemente ampliando os pontos de coleta.

Mas o tema principal foi a apresentação do projeto ´Casa de Vidro´, que consiste no planejamento do recolhimento de vidros e materiais similares, com destinação própria a local previamente definido e preparado para receber esse tipo de reciclável. Os conselheiros conheceram o projeto, que visa destinar 80% do material a ser recolhido e selecionado para trabalhos artesanais, como já ocorre em outras regiões do país.

RECICLAGEM – O vidro é um material totalmente reciclável, por isso quando se fala em reciclagem, principalmente na indústria vidreira, o assunto sempre teve um grande destaque, e ganhou forças nos últimos anos com os grandes investimentos feitos para promover e estimular o retorno da embalagem de vidro descartável como matéria-prima. O vidro pode ser reciclado várias vezes, pois é feito de minerais como areia, barrilha, calcário e feldspato. Ao se agregar o caco na etapa de fusão de vidro, diminui-se a retirada de matéria-prima da natureza.

Entende-se como reciclagem de vidro o processo industrial de derretimento de resíduos de vidro para a fabricação de novos produtos, na maior parte das vezes, embalagens. Vidros reciclados são misturados com matéria prima nova e em média as garrafas de vidro são compostas em cerca de 60% de vidro reciclado. Dependendo da cor, esse percentual ainda pode chegar a 90%. Dessa forma, resíduos de vidro são uma importante fonte de matéria prima para a fabricação de novas embalagens de vidro.

Passo a passo da reciclagem de vidro

Depois de coletado através do sistema de coleta seletiva e chegando na usina de reciclagem, os resíduos de vidro passam pelos seguintes processos: extração dos resíduos metálicos (tampas de garrafa, objetos estranhos, …); separação de partes grandes manualmente; trituração dos resíduos até o tamanho de 15 mm; filtragem; sucção de objetos mais leves que vidro; separação de resíduos opacos com o uso de sensores óticos (por exemplo cerâmica e porcelana) e nova separação de partes metálicas através de magnetismo e controle de qualidade derretimento do material para posterior fabricação de novos produtos.

Da reunião do Conselho de Meio Ambiente participaram o presidente do Sindicato Rural de Ponta Porã, André Cardinal, vereador Neli Abdulahad, Carlos Buson (UEMS), a presidente Eliane Gomes, Martina Gonçalves dos Santos (Assistência Social), Aline Rodrigues Benites (Obras), Rafael Ferreira Soria (Sindicato Rural de Ponta Porã), Renato Pereira (presidente da Associação dos Catadores de Resíduos Sólidos), Marcelo Rigotti (IFMS).  

Notícias Relacionadas

Asfalto da rua Vital Brasil entra na 2ª etapa A prefeitura de Ponta Porã dá sequencia aos trabalhos de pavimentação da rua Vital Brasil. Ontem, a 2ª etapa avançou e a lama asfáltica chegou próximo...
Prefeitura revitaliza trânsito em pontos cruciais “Esquina da morte” recebe semáforo como em frente a Escola Calvoso e mudanças na rua Paraguai   A prefeitura de Ponta Porã está revitalizan...
Comandante Cardoso está recuperada e liberada A obra na rua Comandante Cardoso está concluída e liberada para o tráfego de veículos desde o final da tarde de domingo, dia 06. A lama asfáltica perm...
Festival Cerveja Artesanal busca impulsionar turis... A primeira edição do Festival Cultural Internacional de Cerveja Artesanal que acontece nos próximos dias 15 e 16 de novembro, no Parque dos Ervais est...