Crime Ambiental: pneus são jogados em córrego na Vital Brasil

Mais de sessenta pneus inservíveis de caminhões foram jogados às margens do córrego Peguayo

Um ato criminoso foi registrado nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 29, às margens do Córrego ´Peguayo´, que corta a rua Vital Brasil, no acesso ao bairro Gui Vilela. Sessenta pneus inservíveis foram jogados na ponte sob o córrego, muitos dos quais no leito d´água. Equipe do setor de endemias recebeu denúncia e foi até o local constatar o fato. Os pneus são de caminhões e foram jogados provavelmente no final da tarde início da noite de quarta-feira, 28.

O coordenador do Departamento de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, Denis Freitas lamenta a situação já que a prefeitura vem desenvolvendo intenso trabalho contra a proliferação do mosquito transmissor de doenças como a dengue, e o descarte irregular e ilegal de pneus inservíveis contribui para riscos desnecessários.

“Pedimos à população para denunciar este tipo de ato criminoso, anotando a placa do veículo responsável e comunicar tanto a prefeitura como a polícia”, disse Denis. O descarte de pneus é um problema no município após a destruição do ponto de recolhimento desse tipo de material.

O EcoPonto, local destinado para recebimento de pneus inservíveis das dezenas de borracharias funcionando em Ponta Porã, foi destruído por um incêndio provavelmente criminoso. O depósito, com mais de 30 mil pneus inservíveis e que seriam recolhidos pelas empresas cadastradas, ficou completamente destruído. O 4º Grupamento de Bombeiros de Ponta Porã atendeu rapidamente a ocorrência, mas as chamas tomaram conta do depósito.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Dário Honório ao lado da equipe da secretaria esteve no local no momento do sinistro. Foi efetuado o registro do boletim de ocorrência visando apurar as consequências do incêndio e se foi um acidente ou provocado.

O Ecoponto é um local adequado para armazenar os pneus inservíveis descartados por todas as borracharias de Ponta Porã. Atualmente estão cadastradas 56 prestadoras de serviço na modalidade borracharia.

As empresas estão cadastradas pela Prefeitura de Ponta Porã e trabalham em conjunto com a Secretaria do Meio Ambiente. O secretário Dário Honório disse que o trabalho além de preservar o meio ambiente, também serve como prevenção a proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika virus.

Dário irá acompanhar o trabalho investigativo da Polícia Civil afim de apurar as consequências do incêndio visando apontar responsabilidades e sendo o caso, punição aos responsáveis. O depósito do Ecoponto ficou totalmente destruído e a equipe da secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável já iniciou levantamento para viabilizar o mais rápido possível a utilização do ecoponto e recebimento de materiais a qual se destina.

Notícias Relacionadas

Funcespp realiza formatura de 1ª Turma da Oficina... A Prefeitura de Ponta Porã, através da Funcespp – Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã – realizou na última quinta-feira, a formatura da 1ª Tur...
IPTU Premiado 2017: ganhador recebe carro 0 km O vice-prefeito Caio Augusto, prefeito em exercício na licença do prefeito Hélio Peluffo, efetuou ontem, ao lado do secretário de Finanças, Fabrício C...
Lançada 2ª edição da campanha ´Motociclista Legal´... Atividades de conscientização levam em conta a lei dos dois lados da fronteira A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Segur...
Verão no Parque abre hoje com 3 mil atletas Prefeito Hélio Peluffo faz abertura do maior evento esportivo do gênero já realizado na fronteira   A prefeitura de Ponta Porã abre nesta s...