Crime Ambiental: pneus são jogados em córrego na Vital Brasil

Mais de sessenta pneus inservíveis de caminhões foram jogados às margens do córrego Peguayo

Um ato criminoso foi registrado nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 29, às margens do Córrego ´Peguayo´, que corta a rua Vital Brasil, no acesso ao bairro Gui Vilela. Sessenta pneus inservíveis foram jogados na ponte sob o córrego, muitos dos quais no leito d´água. Equipe do setor de endemias recebeu denúncia e foi até o local constatar o fato. Os pneus são de caminhões e foram jogados provavelmente no final da tarde início da noite de quarta-feira, 28.

O coordenador do Departamento de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, Denis Freitas lamenta a situação já que a prefeitura vem desenvolvendo intenso trabalho contra a proliferação do mosquito transmissor de doenças como a dengue, e o descarte irregular e ilegal de pneus inservíveis contribui para riscos desnecessários.

“Pedimos à população para denunciar este tipo de ato criminoso, anotando a placa do veículo responsável e comunicar tanto a prefeitura como a polícia”, disse Denis. O descarte de pneus é um problema no município após a destruição do ponto de recolhimento desse tipo de material.

O EcoPonto, local destinado para recebimento de pneus inservíveis das dezenas de borracharias funcionando em Ponta Porã, foi destruído por um incêndio provavelmente criminoso. O depósito, com mais de 30 mil pneus inservíveis e que seriam recolhidos pelas empresas cadastradas, ficou completamente destruído. O 4º Grupamento de Bombeiros de Ponta Porã atendeu rapidamente a ocorrência, mas as chamas tomaram conta do depósito.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Dário Honório ao lado da equipe da secretaria esteve no local no momento do sinistro. Foi efetuado o registro do boletim de ocorrência visando apurar as consequências do incêndio e se foi um acidente ou provocado.

O Ecoponto é um local adequado para armazenar os pneus inservíveis descartados por todas as borracharias de Ponta Porã. Atualmente estão cadastradas 56 prestadoras de serviço na modalidade borracharia.

As empresas estão cadastradas pela Prefeitura de Ponta Porã e trabalham em conjunto com a Secretaria do Meio Ambiente. O secretário Dário Honório disse que o trabalho além de preservar o meio ambiente, também serve como prevenção a proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika virus.

Dário irá acompanhar o trabalho investigativo da Polícia Civil afim de apurar as consequências do incêndio visando apontar responsabilidades e sendo o caso, punição aos responsáveis. O depósito do Ecoponto ficou totalmente destruído e a equipe da secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável já iniciou levantamento para viabilizar o mais rápido possível a utilização do ecoponto e recebimento de materiais a qual se destina.

Notícias Relacionadas

Prefeitura lançará Campanha do Agasalho 2019 Ação visa arrecadar tecido Soft para fabricação de calças e casacos a serem distribuídos A prefeitura de Ponta Porã fará apresentação e lançamento...
Prefeito Hélio recebe delegações de Ponta Porã par... O prefeito Hélio Peluffo recebeu na manhã desta terça-feira, dia 1o de agosto, a visita das equipes de basquetebol e voleibol do município de Ponta Po...
Comunidade do Nova Itamarati tem atendimento médic... Os moradores do Assentamento Itamarati, no Distrito de Nova Itamarati estão recebendo atendimento médico diariamente nos postos de saúde da locali...
Estado investe na rede de água em Ponta Porã Prefeito Hélio pediu investimentos e governador autoriza Sanesul a ampliar captação   Atendendo a pedido feito pelo prefeito Hélio Peluffo,...