Prefeitura inaugura brinquedoteca no CREAS

Após entregar prédio novo, administração Hélio Peluffo melhora condições de atendimento

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Assistência Social, inaugurou nesta quarta-feira, dia 11, a brinquedoteca no Centro de Referência da Assistência Social (CREAS), localizada na rua Jorge Roberto Salomão. O local atende famílias em vulnerabilidade social e o prédio foi entregue pelo prefeito Hélio Peluffo, melhorando as condições de trabalho e de atenção.

A coordenadora do CREAS, Heloise Cunha Santana destacou a importância da brinquedoteca como ferramenta para melhor assistir as crianças atendidas pelo programa social. “É um espaço onde as crianças se sentirão mais à vontade, terão atenção mais que especial, além do ambiente propício para o atendimento adequado e humano”, destacou Heloise Cunha.

A secretária de Assistência Social, Vera Lúcia de Oliveira fez uma menção especial no ato da inauguração a toda equipe “pelo carinho, atenção e dedicação com que todos e todas prestam serviço. E isso é o diferencial”, enfatizou. “Vamos passar, mas ficará nosso legado de trabalho”, disse Vera Lúcia. Ela mencionou o trabalho da equipe no sentido de amenizar a situação das famílias em vulnerabilidade, citando a primeira-dama do município, Vânia Peluffo que conforme ela “é uma pessoa especial e sempre tem nos prestado toda atenção possível”, disse.

“Nesta quarta-feira 10, tivemos mais uma conquista para o atendimento a crianças vítimas de violência. A inauguração da brinquedoteca do CREAS. O espaço não será apenas um enfeite, mas um entretenimento para ajudar na recuperação dos traumas das crianças atendidas pelo serviço. Lutamos por um mundo onde esse tipo de problema não aconteça, mas enquanto isso não acontece, cuidamos daqueles que foram vítimas. O cuidado com as pessoas vai além do básico e nós pensamos no futuro e trabalhamos de acordo com o nosso orçamento. Mais uma benfeitoria para todos nós pontaporanenses”, disse Vera Lúcia.

A política de assistência social da administração do prefeito Hélio Peluffo tem sido a mais abrangente e efetiva possível, atuando em forma de programas estruturados e contínuos e, também, adaptada para socorrer as emergências sociais e quadros de súbita vulnerabilidade.

Os números demonstram a extensão desse trabalho. Foram realizados 59.451 atendimentos na chamada proteção social básica, sendo mais de 35.700 nos CRAS (Centros de Referência da Assistência Social). Vale destacar que 5 mil pessoas passaram pelas palestras, oficinas e cursos.  Proteção Social Básica Nos serviços de Proteção Social Especial, prestados no Creas, Cam e Centro Pop, foram 7 mil atendimentos, somando 66.451 atendimentos em 2019.

A ampliação e melhoria da estrutra física da assistência social permitiu esses cuidados. Avanços que podem ser destacados como a entrega do novo prédio do CREAS e o CAM (Centro de Atendimento da Mulher); reforma do Centro POP com espaço exclusivo para atendimento da população de rua; melhora da infraestrutura com a aquisição de três veículos utilitários, ares condicionados, geladeiras, freezers e móveis.

“Cuidamos de quem cuida capacitando e adequando situações funcionais para melhores resultados”, tem reiterado o prefeito Hélio Peluffo.

Prefeito Hélio Peluffo faz ampla explanação sobre Porto Seco no Congresso Nacional do Paraguai

Ao lado do vice-prefeito Caio Augusto e técnicos, palestra foi apresentada com detalhes

Acompanhado do vice-prefeito Caio Augusto, secretário de Desenvolvimento Dário Honório e de técnicos, o prefeito Hélio Peluffo participou na manhã desta terça-feira, dia 10, seminário tendo como tema principal o Porto Seco como mecanismo de geração de emprego e renda, com negócios, desenvolvimento e emprego para a fronteira. A apresentação ocorreu no Congresso Nacional do Paraguai, em Assunção, defendendo a instalação de um Porto Seco em Ponta Porã/ Pedro Juan para aumentar o comércio exterior.

O prefeito Hélio Peluffo também apresentou o programa “Fronteira do Futuro”, fomentando infraestrutura, gerando oportunidades, pavimentando caminhos, aproximando e unindo pessoas que sonham e esperam juntos por um futuro de desenvolvimento e intenso progresso.

Aos congressistas, o prefeito Hélio Peluffo apresentou números e dados concretos da viabilidade econômica da instalação do Porto Seco, citando que atualmente a circulação de mercadorias tem movimento inferior ao potencial, especialmente em relação aos produtos não manufaturados (soja, milho e carne). São 50 veículos carga/dia com desembaraço com potencialidade para 400 veículos carga/dia, reforçando que a localização das alfândegas dentro da área urbana inviabiliza maior volume de operação. O prefeito Hélio apresentou quadro com a movimentação de mercadoria aduaneira.

Sobre as condições, dentro da explanação o prefeito Hélio Peluffo lembrou que a cabeceira do Porto Seco é de preferência do Paraguai, está dentro da área de abrangência do Porto Seco do Foz do Iguaçu, sendo necessária negociação com aquele Porto para garantir a adequação real.

A instalação de duas Aduanas com capacidade para agregar a movimentação seria composta de serviços de alta tecnologia para conclusão de trânsito aduaneiro na importação, com início de trânsito aduaneiro para exporação, opções por regimes aduaneiros especiais e agilidade nos trâmites.

A logística de armazenagem e gestão de estoque contaria com armazéns gerais, área descoberta para estacionamento e pátio de contêineres, escritório administrativo e operacional, armazéns alfangegados, com fornecimento de energia elétrica e monitoramento, pátio para estadia de veículos, contêineres e unidades de carga, com tratamento especial para mercadorias que necessitam de manuseio diferenciado.

O prefeito Hélio Peluffo cita que o DAC (depósito Alfandegário Certificado) permite o exportador concluir o despacho de exportação e receber as cambiais ainda com a mercadoria depositada em outro Porto Seco, dentre outros serviços. Na palestra feita aos congressistas, foi apresentado objetivo centrais consorciados entre as duas cidades criando um ambiente, em Ponta Porã e Pedro Juan, com inclinação ao dinamismo territorial, regional e urbano agregando quatro setores com afinidade de propósitos, sob eixos uniformes.

O setor público com acomodação logística, concessão de área e infraestrutura, e uma segunda no setor tecnológico, um tecnoparque como intermediário com aptidão para produzir conhecimento, inovação e qualificação. O setor internacional (fronteiriço em especial), como incentivador/mantenedor, atraindo mercadorias e pessoas para estimular a cooperação e fomentar novas fontes de investimentos.

Um quarto eixo do setor privado, visando produzir e distribuir mercadorias, implantar estruturas comerciais, de serviços e industriais articulados com a posição de Aduana, com o negócio da Fronteira e com as tecnologias aliadas às capacitações advindas do Parque Tecnológico.

Na sua explanação, o prefeito Hélio Peluffo mencionou alguns aspectos importantes na questão urbanística, reordenando a estrutura urbana dos municípios com a redistribuição do fluxo de carga, a partir da ruta V – em Pedro Juan Caballero – e do anel rodoviário – em Ponta Porã. Também citou a criação de um pacto social econômico-político-administrativo entre as duas cidades com o Governo Central do Paraguai (com o setor de maquilas e com o Porto de Concepcion) e com o Governo do Mato Grosso do Sul com suas leis de incentivos fiscais. No âmbito internacional, o prefeito Hélio Peluffo mencionou a Lei de Maquilas (1.064/1997). O prefeito Hélio Peluffo citou as potencialidades, a rota biocêanica.

“O Porto Seco é uma necessidade para o pleno desenvolvimento da conturbação de Ponta Porã e Pedro Juan e arredores. A fronteira unida, trabalhando junta, cresce mais rápido e vive melhor”, disse o prefeito Hélio, exemplificando o Fonplata como mecanismo de desenvolvimento e o programa “Fronteira do Futuro” e a revitalização da linha internacional como ferramentas de progresso econômico e infraestrutura.

Candinho Gabínio é o prefeito interino de Ponta Porã

Prefeito Hélio Peluffo e vice-prefeito Caio Augusto cumprem agenda de trabalho em Assunção (PY)

“Desejamos sucesso ao prefeito Hélio e ao vice Caio Augusto na agenda em Assunção trabalhando por Ponta Porã e aqui, neste período, faremos o melhor para bem representa-los”, disse o vereador presidente da Câmara Municipal, Candinho Gabínio (PSDB) ao assumir interinamente o cargo de prefeito no período da ausência de Hélio Peluffo Filho.

O ato ocorreu no gabinete com a presença de secretários municipais e vereadores. Cândido Felix de Souza Gabínio assume a prefeitura durante três dias – desta segunda-feira (09) a quarta-feira (11), quando o prefeito Hélio Peluffo e o vice-prefeito Caio Augusto estarão em Assunção cumprindo extensa agenda de trabalho na capital paraguaia.

Ao assumir a prefeitura, o vereador Candinho Gabínio disse que o prefeito Hélio e o vice Caio estão viajando a trabalho visando o desenvolvimento de Ponta Porã “e cumprem agenda e nós estaremos aqui trabalhando e cumprindo nossa missão enquanto prefeito interino”, enfatizou Candinho. Ele disse que neste período irá cumprir normalmente a agenda deixada pelo prefeito Hélio Peluffo, honrando os compromissos deixados nestes dias de titularidade.

Após a leitura do termo de posse, o secretário de Governo e Comunicação, Eduardo Campos empossou o presidente da Câmara, vereador Candinho Gabínio, que na sequencia assinou a ata. Posteriormente, os vereadores e secretários municipais presentes assinaram o documento. O vereador 1º vice-presidente da Câmara Municipal, Farid Afif no período assume a presidência e disse que cumprirá fielmente o cargo com responsabilidade e esmero.

“Nosso ideal é de bem servir a coletividade, e neste momento importante agradeço a todos e a união dos Poderes é fundamental pelo desenvolvimento do município”, atestou. O vereador Candinho Gabínio cumpre seu primeiro mandato, é presidente da Câmara Municipal desde 1º de janeiro de 2018, tendo sido reeleito para o ano de 2019.

Prestigiaram o ato de posse do prefeito interino Candinho Gabínio, os secretários municipais Eduardo (Governo), Marcelino Nunes (Segurança Pública), Dulce Manosso (Administração), o presidente interino da Câmara Municipal, vereador Farid Afif, vereadores Adão Dauzacker, Bete Almeida, Rony Lino, Vanderlei Avelino, Laércio Martins e Daniel Marques, além do suplente de vereador Ramão de Deus.

Educação Premiada reconhece projetos na REME

Prefeitura premia projetos desenvolvidos na Rede Municipal de Ensino reconhecendo qualidade e empenho

A prefeitura de Ponta Porã reconheceu todos os projetos desenvolvidos pela Rede Municipal de Ensino e já premiados em participações em nível estadual e nacional. O prefeito Hélio Peluffo instituiu o troféu “Educação Premiada”, uma forma de agradecer a todos os professores, estudantes e pais que direta ou indiretamente apoiaram todas as atividades. O evento aconteceu no salão paroquial São José com a presença das escolas da Rede Municipal de Ensino.

“A Educação Premiada confirmou com reconhecimento estadual e nacional o elevado nível de formação que as nossas crianças recebem nas escolas públicas municipais, mercê do trabalho de 1.750 profissionais dedicados e bem preparados. Mais do que o beabá, estamos conseguindo motivar e ensinar a gostar de aprender. E isso fica pra toda a vida”, disse o prefeito Hélio Peluffo na abertura do evento.

O prefeito Hélio Peluffo, acompanhado da primeira-dama Vânia Peluffo, enfatizou o empenho e dedicação de professores e alunos nos trabalhos apresentados tanto em nível local, estadual e nacional. “Estamos imensamente felizes pois temos tido muito carinho na gestão de todos os setores, investindo e acreditando no potencial de todos”, afirmou o prefeito Hélio. Foram vários projetos apresentados e premiados.

Um deles é o projeto Literário Rotary. Este Concurso foi organizado pelos Rotarianos de Ponta Porã, com o intuito de estimular os alunos dos nonos anos a um olhar para a Paz, foram feitas visitas nas escolas para que esses alunos conhecessem o trabalho e a vida de cada Rotariano.

Minha querida Ponta Porã 26 alunos Premiados

Este concurso, tem por objetivo desenvolver ações que estimulem a leitura e produções textuais, tendo como tema o Aniversário de 107 anos do Município de Ponta Porã, promovendo a valorização da nossa cultura local de fronteira, prestigiando o que a nossa cidade tem de melhor a oferecer aos cidadãos. O concurso teve por objetivo estimular a produção textual sobre o tema Aniversário de Ponta Porã, foi oportunizado também várias categorias.

MPT – Este projeto vem de encontro a necessidade social de combate ao trabalho infantil, pois prevenir e erradicar o trabalho infantil são um compromisso com a cidadania e com o futuro das crianças e adolescentes. Diante de tal situação é necessário que se realize um trabalho de conscientização para que os índices apresentem possibilidade de redução na exploração pelo trabalho infantil.

Os alunos foram estimulados a participarem do concurso realizado pelo projeto que ocorre primeiramente no estado e posteriormente os ganhadores concorre com outros participantes no concurso Federal. Nosso Município este ano no concurso Estadual tiveram algumas colocações: • 1º lugar categoria música: E.M.R. Juvenal Froes; • 1º lugar categoria conto: Escola Municipal Ramiro Noronha; • 2º lugar categoria curta metragem: Escola Municipal Ramiro Noronha.

A Olimpíadas de Português premiou quatro alunos. A Olimpíada de Língua Portuguesa é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas do Brasil, que visa estimular o interesse pela leitura e escrita. O projeto é uma iniciativa do Ministério da Educação, do Itaú Social e do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Projeto Meio Ambiente com nove alunos premiados, sendo de suma importância a conscientização da preservação do Meio Ambiente para a nossa vida e todos os seres vivos, afinal vivemos nele e precisamos que todos os seus recursos naturais sejam sempre puros. A conscientização quanto a essa preservação deve iniciar cedo, pois é muito mais fácil fazer as crianças entenderem a importância da natureza e quando esse ensinamento inicia logo, elas com certeza vão crescer com essa ideia bem formada.

A secretária municipal de Educação, professora Leny Klais enfatizou a importância dos projetos como forma de desenvolver a educação dos alunos, estimular a auto-estima e valorizar o potencial de cada escola no conjunto de todos os trabalhos.

Participaram do evento além do prefeito Hélio Peluffo e da primeira-dama, Vânia, secretário de Governo, Eduardo Campos, secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Leny Klais, diretores das escolas municipais, vereadores e representantes de diversos segmentos, além de pais e convidados.

Diário Oficial da União traz liberação de R$ 100 milhões para Ponta Porã

O presidente da República Jair Bolsonaro autorizou hoje a contratação de operação de crédito externo, com garantia da República Federativa do Brasil, entre o município de Ponta Porã, do Estado de Mato Grosso do Sul e o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata – FONPLATA, destinada a financiar parcialmente o “Programa de Desenvolvimento da Faixa de Fronteira na Cidade de Ponta Porã. O valor total do projeto é de US$ 32 milhões de dólares ou R$ 120 milhões aproximadamente, sendo US$ 25 milhões do Fonplata (cerca de R$ 100 milhões). O despacho foi publicado hoje no Diário Oficial da União.

O prefeito Hélio Peluffo comemorou a liberação do projeto em tempo recorde, o que permitirá ao município agora fazer imediatamente a licitação dos projetos. “Teremos obras estruturantes de norte a sul do município. As obras de mobilidade urbana vão redirecionar o crescimento de Ponta Porã, passando pela revitalização da área central e principalmente com relação ao trânsito ligando as regiões norte e sul”, frisou.

“O projeto prevê investimentos nos mais diferentes setores do município, garantindo recursos em infraestrutura e na geração de empregos”, afirmou agradecendo ao empenho da ministra da Agricultura Tereza Cristina que intercedeu junto ao ministro da Economia, Paulo Guedes para a liberação do acordo.

Obras estruturantes – O projeto prevê investimento na construção de 232 mil m² de recapeamento (uma terceira avenida na cidade e pavimentação asfáltica em vários bairros de Ponta Porã), 20 km de ciclovias na Linha Internacional, 1.500 vagas de estacionamento e uma escola de robótica para retirar crianças e adolescentes das ruas.

“Faremos ainda a retirada de trilhos da Rumo dando melhor acesso aos bairro, serviços e micro e macrodrenagem de águas, revitalização na área do quartel chegando ao anel viário. Faremos um terminal urbano, será feita uma área de lazer no centro e até um monumento de comemoração ao 150 anos da Guerra do Paraguai”, acrescentou.

No contrato de financiamento, a Prefeitura de Ponta Porã terá contrapartida de 20% do valor, equivalente US$ 6,5 milhões. O prefeito enfatizou que a capacidade de endividamento do município neste caso específico não chegará a 50%, “O município tem capacidade considerada letra A, quando não tem dívidas com a União, então, foi aprovado e a República Federativa do Brasil será o nosso fiador”, concluiu o prefeito.

Prefeito Hélio Peluffo com a Ministra Tereza Cristina

Prefeitura reforma antigo ´Teixeirinha´ para atender serviço social

Espaço abrigará o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da secretaria de Assistência Social

A antiga Escola “Antonio Teixeira Cerqueira” está sendo totalmente reformada para receber o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da secretaria de Assistência Social. O prédio, localizado no bairro Ministro Salgado Filho, está passando por completa adaptação para receber vários programas sociais desenvolvidos naquela região da cidade. A administração do prefeito Hélio Peluffo já melhorou as condições de trabalho em vários locais, reformando e ampliando instalações de prédios municipais.

O prefeito Hélio Peluffo enfatiza que a reforma dos prédios visa melhorar a estrutura de atenção às famílias assistidas pelos serviços prestados.  “A nossa política de assistência social tem sido a mais abrangente e efetiva possível, atuando em forma de programas estruturados e contínuos e, também, adaptada para socorrer as emergências sociais e quadros de súbita vulnerabilidade”, pondera.

Os números demonstram a extensão desse trabalho. Foram realizados 59.451 atendimentos na chamada proteção social básica, sendo mais de 35.700 nos CRAS (Centros de Referência da Assistência Social). Vale destacar que 5 mil pessoas passaram pelas palestras, oficinas e cursos.  Proteção Social Básica Nos serviços de Proteção Social Especial, prestados no Creas, Cam e Centro Pop, foram 7 mil atendimentos, somando 66.451 atendimentos em 2018.

“A ampliação e melhoria da estrutura física da assistência social permitiu esses cuidados. Já entregamos o novo prédio do CREAS e o CAM (Centro de Atendimento da Mulher)”, cita o prefeito Hélio.

Ele lembra que a sede do Centro POP foi reformado e já entregue com espaço exclusivo para atendimento da população de rua. “Melhoramos a infraestrutura com a aquisição de três veículos utilitários, ares condicionados, geladeiras, freezers e móveis. Cuidamos de quem cuida capacitando e adequando situações funcionais para melhores resultados”, afirma o prefeito Hélio Peluffo.

“Entregamos o novo prédio do CREAS e o CAM (Centro de Atendimento da Mulher), reformamos o Centro POP com espaço exclusivo para atendimento da população de rua, melhoramos a infraestrutura melhorando as condições de trabalho e atendimento”, cita o prefeito.

A obra de reforma da antiga Escola Municipal “Antonio Teixeira Cerqueira” está orçada em R$ 164.360,59, e consta de adequação para implantação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da secretaria de Assistência Social.

Prefeitura consolida emprego e renda nos cursos do FAC

Profissionalização através do programa ´Mãos que Fazem´ atende demanda social gerando oportunidades

A Prefeitura de Ponta Porã através do FAC (Fundo de Apoio a Comunidade) realizou formatura dos cursos profissionalizantes desenvolvido durante todo o ano em vários polos em diferentes regiões da cidade. O ato contou com a presença dos alunos e alunas que receberam o certificado, conferindo a conclusão de curso. Muitos antes mesmo, já começaram a trabalhar na nova profissão. A maioria são pessoas que tinham uma outra atividade e viram no curso profissionalizante oferecido pela prefeitura uma nova oportunidade de emprego e renda.

“Foi uma festa muito linda a entrega dos certificados dos cursos promovidos pela Vânia e equipe, através do FAC e projeto Mãos que Fazem.  Os cursos capacitam as pessoas a gerarem renda, conquistarem pequenos sonhos e, sobretudo, descobrirem que são capazes de algo novo. Esse é o objetivo: plantar sementes de novidades boas no coração das pessoas. Muitos só precisam de um degrau para começarem a crescer. É isso que o FAC proporciona”, disse a primeira-dama e coordenadora da ação, Vânia Peluffo.

Além dos cursos já oferecidos, o Fundo de Apoio à Comunidade inclui na lista os cursos de automaquiagem; cabeleireiro; manicure e pedicure.  Cada um dos cursos conta com 12 participantes, foram acompanhados de perto seus andamentos pela primeira dama Vânia Peluffo.

A duração do curso de automaquiagem foi de duração de 20 horas os demais de três meses, sendo realizado em diversos pontos da cidade. Já o curso de manicure e pedicure atende as moradoras do distrito de Sanga Puitã e o curso de cabeleireiro no CRAS do Copah. As inscrições foram gratuitas, com a prefeitura ofertando as capacitações visando que após a conclusão possa contribuir com a geração de emprego e renda.

São 36 vagas ao todo. “Esses cursos profissionalizantes melhoram a vida das pessoas e melhoram a vida da cidade principalmente aquelas que veem uma oportunidade de trabalho”, comentou a primeira dama Vânia Peluffo. Para ela, além de qualificar nova mão de obra, o treinamento pode auxiliar os que já trabalham na área. “Aqueles que já são profissionais, poderão se qualificar mais ainda”, ponderou. O prefeito Hélio Peluffo participou da entrega de certificados dos cursos e afirmou o importante papel social do programa “Mãos que Fazem”, que terá continuidade ano que vem.

Obras de drenagem no Residencial 2 antecedem ao asfalto

Trabalho vem sendo executado em ritmo acelerado preparando solo para pavimentação

A região norte de Ponta Porã está transformada em um canteiro de obras. A drenagem no Residencial Ponta Porã 2 antecede a pavimentação e vem ganhando as ruas do bairro. O Bosque Ponta Porã vem recebendo capa asfáltica e nesta segunda-feira as obras avançam. O bairro São João, vizinho ao Bosque Ponta Porã já recebe a colocação do meio fio.

Toda a região norte vem recebendo melhorias e os serviços avançam. No bairro Residencial Ponta Porã 1, os trabalhos estão em fase de conclusão e os moradores comemoraram a benfeitoria. O prefeito Hélio Peluffo vem acompanhando de perto toda a execução das obras.

O prefeito Hélio Peluffo anunciou pavimentação asfáltica para mais seis bairros e estão recebendo asfalto, calçada e meio fio são 100% do Residencial Ponta Porã 1, Bosque de Ponta Porã, São João, Jardim Estoril, Flamboyant e São Rafael. O Residencial Ponta Porã 1 recebe pavimentação de todas as vias, melhorando significativamente a qualidade de vida dos moradores

“Essa semana damos prosseguimento às frentes de pavimentação asfáltica no Estoril, São João e Residencial I, enquanto prosseguem as drenagens que preparam a pavimentação na Rua Brasília, Flamboyant e Bosque de Ponta Porã. Diariamente tenho acompanhado a execução, monitorando a qualidade e a técnica que garante a durabilidade dos investimentos. Temos que aproveitar bem o tempo que cada vez, parece, passa mais rápido”, atesta o prefeito Hélio Peluffo, que vem vistoriando todas as etapas dos trabalhos.

Nos últimos dias, o bairro São João vem recebendo a pavimentação tão aguardada pelos moradores.  Os trabalhos de infraestrutura seguem para várias regiões da cidade. A Prefeitura de Ponta Porã está iniciando mais uma grande obra de infraestrutura urbana e qualidade de vida, aplicando R$ 2,5 milhões nas obras de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no Bairro Residencial Flamboyant, alcançando as ruas Missionária Maria, Sergio Antônio Duarte, Rosa Setzu C. Uemura, Cinco, Rosa Vermelha, Pedro Paschoal Colman, Doze e Treze, numa extensão de 2.808,79m. No Jardim Estoril, são 3.796m de asfalto, já no Bosque de Ponta Porã foram 2.640m e no bairro São João 1.165m.

“Nosso compromisso é levar qualidade de vida a todas as regiões de Ponta Porã”, disse o prefeito Hélio Peluffo.

Bosque Ponta Porã recebe asfalto

Trabalhos estão concentrados no Jardim Estoril, Bosque de Ponta Porã e São João

As obras de asfalto e drenagem nos bairros seguem em ritmo acelerado em Ponta Porã. O Bosque Ponta Porã vem recebendo capa asfáltica e nesta segunda-feira as obras avançam. O bairro São João, vizinho ao Bosque Ponta Porã já recebe a colocação do meio fio. A região norte vem recebendo melhorias e os serviços avançam. No bairro Residencial Ponta Porã 1, os trabalhos estão em fase de conclusão e os moradores comemoraram a benfeitoria. O prefeito Hélio Peluffo vem acompanhando de perto toda a execução das obras.

“Essa semana damos prosseguimento às frentes de pavimentação asfáltica no Estoril, São João e Residencial I, enquanto prosseguem as drenagens que preparam a pavimentação na Rua Brasília, Flamboyant e Bosque de Ponta Porã. Diariamente tenho acompanhado a execução, monitorando a qualidade e a técnica que garante a durabilidade dos investimentos. Temos que aproveitar bem o tempo que cada vez, parece, passa mais rápido”, atesta o prefeito Hélio Peluffo, que vem vistoriando todas as etapas dos trabalhos.

O prefeito Hélio Peluffo anunciou pavimentação asfáltica para mais seis bairros e estão recebendo asfalto, calçada e meio fio são 100% do Residencial Ponta Porã 1, Bosque de Ponta Porã, São João, Jardim Estoril, Flamboyant e São Rafael. O Residencial Ponta Porã 1 recebe pavimentação de todas as vias, melhorando significativamente a qualidade de vida dos moradores.

Nos últimos dias, o bairro São João vem recebendo a pavimentação tão aguardada pelos moradores.

Os trabalhos de infraestrutura seguem para várias regiões da cidade. A Prefeitura de Ponta Porã está iniciando mais uma grande obra de infraestrutura urbana e qualidade de vida, aplicando R$ 2,5 milhões nas obras de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais no Bairro Residencial Flamboyant, alcançando as ruas Missionária Maria, Sergio Antônio Duarte, Rosa Setzu C. Uemura, Cinco, Rosa Vermelha, Pedro Paschoal Colman, Doze e Treze, numa extensão de 2.808,79m.

No Jardim Estoril, são 3.796m de asfalto, já no Bosque de Ponta Porã foram 2.640m e no bairro São João 1.165m.

Prefeitura avança com obras da Praça da Cidadania

Espaço multiuso contará com quadra de esportes, anfiteatro e estrutura para eventos culturais

As obras da praça da Cidadania de Esportes e Cultura dos Ipês 2 avança e a estrutura está praticamente pronta. As obras avançam com a colocação das esquadrias metálicas e instalação das redes elétrica e detalhes do prédio estão sendo concretizados. O local é um dos mais antigos sonhos dos moradores, já que a região não conta com um local para entretenimento e lazer.

Morador há mais de duas décadas no bairro, Edson Timóteo salienta a importância, ao mesmo tempo em que pede para a população ajudar a cuidar e zelar pelo patrimônio. “A praça será um local de todos para todos e portanto precisamos ajudar a cuidar pela manutenção” disse. Luiz Moisés Leandro Antunes também está feliz e na expectativa para que o espaço seja utilizando. “Estamos felizes e agradecidos pois vai mudar nossa realidade”, lembra.

O prefeito Hélio Peluffo enfatiza que o espaço contará com quadra de esportes, espaço anfiteatro, camarim, biblioteca e ginásio para prática esportiva. “Um complexo de multiuso que mudará totalmente o dia a dia da população”, disse o prefeito Hélio ao vistoriar os trabalhos em execução.

O prefeito Hélio Peluffo anunciou que o espaço prestará justa homenagem a um filho da terra e do bairro. O ex-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, Eduardo Gaúna, falecido em acidente de trânsito no último dia 24 de novembro, será homenageado emprestando o nome à Praça da Juventude, que está sendo construída no bairro Ipê 2.

O prefeito Hélio Peluffo disse que a homenagem ao então presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã (ACEPP), empresário Eduardo Gaúna fará jus a quem muito trabalhou pelo comércio da cidade e tinha fortes raízes com toda a região dos Ipês.

O prefeito Hélio fez uma menção especial à senhora Cecília Gaúna, mãe de Eduardo e integrante do Coral da Melhor Idade. “Nossa homenagem é reconhecer o trabalho realizado pelo Eduardo, cuja família tem estreita ligação com a região dos Ipês”, enfatizou o prefeito.

O comerciante e empresário Eduardo Gaúna exercia a presidência da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã pelo terceiro mandato. Filho de Virno e Cecília Gaúna, tendo sido presidente da entidade no período de 2012/2014 e 2014/2016. Agora, foi eleito em abril passado e o mandato seguiria até 2020.