Prefeitura inicia reforma do Centro de Convenções

Em 10 anos, é a primeira vez que obra é realizada, melhorando estrutura

Visando melhorar as condições para receber os diversos eventos, a prefeitura de Ponta Porã iniciou nesta semana a reforma completa do Centro Internacional de Convenções ´Miguel Gomez´. As obras incluem toda a estrutura interna e externa. Nesta quarta-feira, 18, o prefeito Hélio Peluffo esteve vistoriando o início dos trabalhos, acompanhando as primeiras ações da equipe responsável pelo serviço.

Inaugurado em maio de 2010, esta será a primeira reforma completa realizada no local, o que possibilitará a melhora significativa de todo o Centro de Convenções, garantindo com isso condições excelentes para servir a população através dos mais diferentes eventos realizados no espaço.

O prefeito Hélio Peluffo conversou com os trabalhadores e vistoriou todos os trabalhos, passando por todos os setores onde os trabalhos estão sendo desenvolvidos. O mezanino receberá melhorias, assim como o depósito, sala de som, o sistema de drenagem ao entorno do prédio será modificado, pois existiam problemas em dias chuvosos com alagamentos. “Estamos investindo para melhorar o centro de convenções, um local que recebe todo tipo de evento tanto local como de outras regiões”, destacou o prefeito Hélio Peluffo.

Os trabalhos também serão realizados na cobertura, com troca de esquadrias, parte elétrica, revestimentos, pintura geral e pisto externo.

Com a construção do Centro de Convenções, na gestão do então prefeito Flávio Kayatt, a obra abriu uma nova fase do turismo da região de fronteira. “Ponta Porã já tem, tradicionalmente, o turismo de compras no Paraguai. O turismo de eventos foi fortalecido, pois o Centro de Convenções credencia a cidade a sediar congressos, seminários, convenções e encontros importantes”, afirmou o prefeito Hélio Peluffo.

Além do Centro de Convenções, a prefeitura vem realizando a reforma de vários prédios públicos, como unidades de saúde, dos CRAS (Centros de Referência e Assistência Social), e escolas da Rede Municipal de Ensino e Centros de Educação Infantil.

Somente na área de saúde, a Prefeitura já entregou a conclusão da unidade de saúde da Vila Renô e reformou sete postos de saúde: CUT/Canãa no distrito de Nova Itamarati, no Dorcelina Folador, assentamento Nova Era, região da AMFFI/Itamarati, Jardim Alegrete, bairro Ignês Andreazza e no distrito de Sanga Puitã.

Foi reformado totalmente o Centro e Controle de Zoonoses (CCZ) que estava abandonado. Foi adquirida uma unidade móvel de castração de cães e gatos sendo ativado o CAPS que cuida da saúde mental.

Ministro da Saúde destaca ação com Carretas da Saúde

Luiz Henrique Mandetta conheceu funcionamento durante lançamento da campanha nacional de vacinação

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta destacou a relevância do funcionamento das Carretas da Saúde, durante o ato na qual efetuou o lançamento da campanha nacional de vacinação, na manhã desta segunda-feira, 16, em ato realizado na linha internacional. O lançamento da semana de vacinação na fronteira teve a participação também do ministro da Saúde do Paraguai, Júlio Daniel Mazoleni, em evento na Praça Lício Borralho. O lado do prefeito Hélio Peluffo, o ministro Luiz Henrique Mandetta conheceu as instalações e em entrevista, destacou a eficácia da ação visando agilizar o atendimento na saúde pública de Ponta Porã.

O ministro fez o lançamento da ação na região de fronteira com o Paraguai, que a queda dos índices de vacinação no Brasil deve trazer o retorno de doenças infecciosas. Ele ponderou que estes dados chamaram sua atenção, quando assumiu a pasta. “Nesta reconstrução do sistema de saúde teve erros e acertos, mas na análise indicadores, nos chamou a atenção à queda do índice (vacinação)”, disse Mandetta, no Lançamento da Semana de Intensificação de Vacinação nas Fronteiras, que vai ocorrer no âmbito do Mercosul (Mercado Comum do Sul).

Mandetta contou durante o evento que no ano passado, na fronteira entre Roraima e Venezuela, houve retorno do sarampo, devido a falta de cuidado e vacinação do país vizinho, que segundo ele, estava passando por dificuldades econômicas. “Por isto teve um surto em Roraima, que repassou para Manaus, que estava com baixa vacinação”.

O ministro continuou dizendo que o surto (sarampo) se deslocou a Belém (PA), tendo mais casos durante o carnaval daquele ano. “Ainda existia a preocupação com os navios europeus, que paravam em Santos, Bahia e Rio de Janeiro, havia vacinação no desembarque, fizemos alerta para estes estados”, relatou.

Também destacou que sobre o sarampo, foram 3,2 mil casos na cidade de São Paulo, mas que o ministro até entendeu pequeno (surto), devido o tamanho da sua população. “Em Mato Grosso do Sul teve apenas dois casos, que ainda foram importados, porque são pessoas que passaram por São Paulo”, explicou.

No final, Mandetta seguiu para o lado paraguaio, visitando a tenda de vacinação na Cooperativa de Médicos do Paraguai, em Pedro Juan Caballero, que fica na Avenida Carlos Antônio López.

Prefeito Hélio recepcionará Ministros da Saúde do Brasil e Paraguai

Segunda-feira, dia 16, ocorrerá lançamento da campanha nacional de vacinação

Os ministros da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, e do Paraguai, Julio Mazzoleni, lançam na próxima segunda-feira, dia 16, campanha de vacinação nacional, em ato a ser realizado na linha internacional, na nova sede do Consultório de Rua, instalado pela administração do prefeito Hélio Peluffo nas imediações do Centro Comercial Mercosul.

Representantes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul estiveram reunidos em Ponta Porã, com a Secretaria Municipal de Saúde e representantes da saúde da cidade de Pedro Juan-Paraguai, para discutir estratégias da Semana de Integração de Vacinação na Fronteira Brasil/Paraguai, contra o sarampo e febre amarela, que acontecerá dia ‪16 de setembro em Ponta Porã.

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e do Paraguai, Júlio Mazzoleni estarão presentes nesse dia de lançamento da campanha de vacinação de brasileiros e paraguaios da faixa de fronteira. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou a vacinação contra febre amarela aos viajantes internacionais que se deslocarem às áreas do Brasil onde circula o vírus causador da doença. A decisão foi publicada no comunicado que busca informar os países sobre surtos que estão ocorrendo em várias localidades do mundo.

Segundo o informe, os casos em humanos notificados de julho de 2018 a janeiro de 2019 em nove municípios do estado de São Paulo, bem como a confirmação de casos em humanos e epizootias (mortes de macacos) por febre amarela no estado do Paraná, marcam o início do que poderia ser uma terceira onda (a primeira entre 2016 e 2017 e a segunda entre 2017 e 2018) e uma progressão do surto em direção às regiões Sudeste e Sul do país.

Embora seja cedo para determinar se este ano terá os altos números de casos em humanos observados nos dois últimos grandes picos sazonais, há indicações de que a transmissão do vírus continua a se propagar em direção ao sul e em áreas com baixa cobertura vacinal.

De dezembro de 2018 a janeiro de 2019, houve 36 casos confirmados em humanos, incluindo oito mortes, em 11 municípios brasileiros. Desses, nove estão no estado de São Paulo: El Dorado (16 casos), Iporanga (7), Cananeia (3), Cajati (2), Jacupiranga (1), Pariquera-Açu (1), Sete Barras (1), Vargem (1) e Serra Negra (1). Os outros dois pertencem ao Paraná (um em Antonina e dois em Adrianópolis), estado que desde 2015 não tinha casos confirmados de febre amarela e faz fronteira com Argentina e Paraguai.

A vacina deve ser administrada ao menos 10 dias antes da viagem em pessoas que visitam os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Tocantins, Santa Catarina e São Paulo. É também fundamental que os viajantes levem consigo os certificados internacionais de vacinação. A identificação de novas áreas consideradas de risco de transmissão da febre amarela é um processo contínuo, que a OMS monitora e atualiza regularmente.

A fronteira foi escolhida para o lançamento pela posição estratégica para reforçar a campanha de vacinação nos dois lados da fronteira.

Carretas da Saúde atenderam 25 mil em 4 meses

Objetivo é levar serviços especializados até as pessoas, reduzindo as filas e o tempo de espera

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Saúde, vem ampliando o atendimento com as Carretas da Saúde e a ação “Saúde mais perto de Você”, com apoio das carretas equipadas já realizou mais de 25.130 atendimentos especializados na cidade e na área rural, nos últimos quatro meses. Adquiridas pela Prefeitura de Ponta Porã, as carretas estão equipadas para atendimento médico e odontológico, dispondo de todos os recursos para a assistência à saúde. O objetivo é levar serviços especializados até onde as pessoas moram, reduzindo as filas e o tempo de espera.

As Carretas da Saúde já atenderam na unidade de saúde do bairro São João, onde os atendimentos agilizaram consultas e exames em várias especialidades médicas, dentre as quais cardiologista, urologista, endocrinologista e oftalmologista. Os encaminhamentos estão agilizados, já que o agendamento prévio permite rapidez no atendimento em um curto espaço de tempo.

O programa com as Carretas da Saúde é levado para desafogar a fila de espera na rede pública municipal de saúde. Neste ano, as Carretas da Saúde já atenderam na região do bairro Jardim Ivone, Jardim Alegrete e bairro São João.

Nas duas primeiras edições, foram mais de 11 mil atendimentos. Somente no Jardim Ivone, as carretas da Saúde atenderam 2.616 pessoas no período de 21 a 25 de maio. Já na região do bairro Jardim Alegrete, foram mais de 7 mil atendimentos durante os quinze dias de atenção especial voltado para os moradores. “Os números demonstram o resultado altamente positivo e demonstra que conseguimos atingir nossos objetivos que é de agilizar e zerar a fila de espera na saúde pública em Ponta Porã”, destacou o prefeito Hélio.

A prefeitura de Ponta Porã abriu a série de atendimentos da carreta da Saúde, instalando a ação “Saúde Mais Perto de Você” na região dos bairros Gui Vilela, Jardim Ivone e Kamel Saad. A ação vem sendo desenvolvida em outras regiões da cidade e tem como objetivo principal “desafogar” as filas de espera no Centro de Especialidades João Kayatt, e para isso a secretaria de saúde de Ponta Porã leva médicos especialistas (cardiologista, urologista, endocrinologista, oftalmologista, etc) até os bairros da cidade.

Como nas edições anteriores, são várias especialidades à disposição de todos os moradores da região do bairro São João e adjacências.  O balanço demonstra que a caravana de saúde implantada pelo prefeito Hélio Peluffo tem obtido resultados satisfatórios, demonstração que a população aprova o atendimento itinerário por onde já passou. Somente em procedimentos de oftalmologia, a ação “Saúde Mais perto de Você” efetuou 1.020 atendimentos, com consultas, exames e encaminhamentos.

O secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi salientou a efetiva participação dos servidores garantindo o pleno sucesso da ação. “A Carreta da Saúde chegou para mudar o cenário da saúde pública em Ponta Porã”, enfatizou, lembrando que a fila de espera será diminuída sensivelmente com os atendimentos.

O mutirão “Saúde Mais Perto de Você” é uma ação que percorre todas as regiões do município desde o ano passado, desde distritos e bairros. A primeira edição ocorreu no distrito de Sanga Puitã, já tendo passado pelo Grande Marambaia, chegando ao distrito de Nova Itamarati. O objetivo é zerar as filas de espera em consultas e exames.  Recentemente, a prefeitura realizou ação semelhante no distrito de Nova Itamarati.

Nesta terça-feira, 10, o prefeito Hélio Peluffo acompanhado do secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi, esteve no distrito de Nova Itamarati, onde visitou o atendimento realizado durante esta semana no posto de Saúde da AMFFI, onde a comunidade está tendo disponibilidade de consulta odontológica.

“Assim, estamos planejando as ações na Saúde para definitivamente zerar a fila de espera. Quem precisa de alguma atenção médica, vai ao posto de saúde mais perto da sua casa, recebe a consulta prévia e será encaminhado”, destacou o prefeito Hélio Peluffo, que vem acompanhando de perto toda a preparação da ação “Saúde Mais Perto de Você”.

Saúde Mais Perto de Você: Prefeitura realizou 3,6 mil atendimentos nos assentamentos

Foram realizados 3.671 procedimentos odontológicos em três assentamentos

A prefeitura de Ponta Porã levou a carr eta odontológica do programa “Saúde Mais Perto de Você” para três assentamentos rurais do município. A Saúde chega cada vez mais perto das pessoas, levando atendimento e dignidade à zona rural. Foram realizados 3.671 procedimentos odontológicos em três assentamentos. E o trabalho continua sem parar, tanto na rede padrão de saúde, como nas ações itinerantes. O prefeito Hélio Peluffo, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Dr. Patrick Derzi estiveram no atendimento e puderam conversar com os moradores, que demonstraram satisfação pelo programa mantido pela prefeitura ter levado a oportunidade da carreta permanecer e encaminhar os atendimentos.

Neste ano, as Carretas da Saúde já atenderam na região do bairro Jardim Ivone e Jardim Alegrete, além do bairro São João. Na etapa da zona rural, a carreta levou atenção odontológica ao Nova Era, Dorcelina Folador e Grupo Antonio João, totalizando 3.671 atendimentos efetuados. Nas edições, foram mais de 11 mil procedimentos. Somente no Jardim Ivone, as carretas da Saúde atenderam 2.616 pessoas no período de 21 a 25 de maio. Os números foram apresentados pelo secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi e técnicos da pasta ao prefeito Hélio Peluffo, O balanço demonstrou média de 523 atendimentos/dia.

Já na região do bairro Jardim Alegrete, foram mais de 7 mil atendimentos durante os quinze dias de atenção especial voltado para os moradores. “Os números demonstram o resultado altamente positivo e demonstra que conseguimos atingir nossos objetivos que é de agilizar e zerar a fila de espera na saúde pública em Ponta Porã”, destacou o prefeito Hélio.

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Saúde, abriu a série de atendimentos da carreta da Saúde, instalando a ação “Saúde Mais Perto de Você” na região dos bairros Gui Vilela, Jardim Ivone e Kamel Saad.

A ação será desenvolvida em outras regiões da cidade e tem como objetivo principal “desafogar” as filas de espera no Centro de Especialidades João Kayatt, e para isso a secretaria de saúde de Ponta Porã leva médicos especialistas (cardiologista, urologista, endocrinologista, oftalmologista, etc) até os bairros da cidade.

Como nas edições anteriores, são várias especialidades à disposição de todos os moradores da região do bairro São João e adjacências.  O balanço demonstra que a caravana de saúde implantada pelo prefeito Hélio Peluffo tem obtido resultados satisfatórios, demonstração que a população aprova o atendimento itinerário por onde já passou. Somente em procedimentos de oftalmologia, a ação “Saúde Mais perto de Você” efetuou 1.020 atendimentos, com consultas, exames e encaminhamentos.

Na primeira edição, os números são significativos. Foram 1.020 atendimentos em oftalmologia, 621 na área de odontologia, 410 encaminhamentos na clínica geral. Além disso, a população também contou com atendimentos em várias especialidades como urologia, testes rápidos, cardiologia, ginecologia, pediatria e nutricionista.

O secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi salientou a efetiva participação dos servidores garantindo o pleno sucesso da ação. “A Carreta da Saúde chegou para mudar o cenário da saúde pública em Ponta Porã”, enfatizou, lembrando que a fila de espera será diminuída sensivelmente com os atendimentos.

O mutirão “Saúde Mais Perto de Você” é uma ação que percorre todas as regiões do município desde o ano passado, desde distritos e bairros. A primeira edição ocorreu no distrito de Sanga Puitã, já tendo passado pelo Grande Marambaia, chegando ao distrito de Nova Itamarati. O objetivo é zerar as filas de espera em consultas e exames.  Recentemente, a prefeitura realizou ação semelhante no distrito de Nova Itamarati.

Com a triagem feita pelas equipes das unidades de saúde, todos os que receberam atendimento terão encaminhamento de forma rápida e ágil com uma ficha de consulta elaborada com antecedência, desta forma ao chegar no local o paciente já foi imediatamente encaminhado para a especialidade a qual necessita.

“Assim, estamos planejando as ações na Saúde para definitivamente zerar a fila de espera. Quem precisa de alguma atenção médica, vai ao posto de saúde mais perto da sua casa, recebe a consulta prévia e será encaminhado”, destacou o prefeito Hélio Peluffo, que vem acompanhando de perto toda a preparação da ação “Saúde Mais Perto de Você”.

O prefeito Hélio Peluffo parabenizou toda da equipe da secretaria de Saúde ao receber o balanço da primeira ação no Jardim Ivone e região. “Os números demonstram que estamos no caminho certo, e vamos melhorar cada vez mais os atendimentos, faremos ajustes necessários e o mais importante é que a população aprova e seja bem atendida”, destacou.

Prefeito Hélio vistoria futura sede do Consultório de Rua

Container será inaugurado dia 16 próximo na presença do ministro da Saúde, Henrique Mandetta

Acompanhado do secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi e do coordenador de Relações Institucionais, Raphael Modesto, o prefeito Hélio Peluffo vistoriou na manhã desta segunda-feira, 02, o containar da futura sede do Consultório de Rua. Esse compromisso foi assumido pelo prefeito Hélio visando melhorar as condições de atendimento desse programa desenvolvido pelo município, já que atualmente o serviço é feito em um local improvisado em box na linha internacional. O prefeito Hélio foi acompanhar a atual fase dos trabalhos, já que no próximo dia 16 de setembro, haverá o lançamento do programa com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

O programa desenvolvido é importante na medida em que dispensa plena atenção à população de rua. O secretário de Saúde, Dr. Patrick Derzi explica que as equipes de Consultório na Rua são formadas pelos chamados agentes sociais, ou seja, profissionais de diversas áreas que desempenham atividades para garantir atenção, defesa e proteção às pessoas em situação de risco pessoal e social.

Tais profissionais possuem habilidades e competências para atuar com usuários de álcool, crack e outras drogas. Para tanto, agregam conhecimentos básicos sobre redução de danos, realizam atividades educativas e culturais, fazem a dispensação de insumos de proteção à saúde e encaminhamentos para rede de saúde e intersetorial e acompanham o cuidado das pessoas em situação de rua.

Da junção entre o programa Consultório de Rua (equipe itinerante com foco na saúde mental) e do programa Estratégia da Saúde da Família Sem Domicílio (ESF com equipes específicas para atenção integral à saúde da população em situação de rua), foi criado o dispositivo Consultório na Rua, que consiste em uma equipe itinerante para atenção integral à saúde da população em situação de rua.

Para atender essa população, foi instituído pela Política Nacional de Atenção Básica, em 2011, o Consultório na Rua. A população em situação de rua é caracterizada, de forma geral, pelo grupo de pessoas que faz da rua seu espaço de vida privada, utilizando locais públicos e áreas degradadas como espaço de moradia e de sustento, de forma temporária ou permanente, assim como abrigos e albergues para pernoite ou moradia provisória.

Com equipes em campo, o Consultório na Rua visa ampliar o acesso da população em situação de rua aos serviços de saúde, ofertando, de maneira mais oportuna, atenção integral à saúde para esse grupo que se encontra em condições de vulnerabilidade e com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados. Segundo Rosana, o objetivo do atendimento é estabelecer um vínculo com o paciente, para que ele confie no profissional e possa fazer um acompanhamento mais completo.

No Consultório na Rua, o atendimento é feito por equipes multiprofissionais que contam com enfermeiros, psicólogos, assistentes, técnicos ou auxiliares de enfermagem, técnicos em saúde bucal, cirurgião-dentista, profissionais/professores de educação física ou profissionais com formação em arte e educação.

O trabalho das equipes é realizado de forma itinerante e se adequa às demandas das pessoas em situação de rua, podendo ocorrer em período diurno e/ou noturno, em todos os dias da semana. “As equipes fazem atendimento de saúde, desde o pré-natal, acompanhamento do hipertenso, diabético, e também atendimentos de agravos prioritários, como a questão do dependente químico, principalmente do álcool, tuberculose e DST”, diz Dr. Patrick Derzi.

O atendimento prioriza o cuidado no local, que busca atender não só nos problemas de saúde e sociais, bem como ações compartilhadas e integradas às Unidades Básicas de Saúde (UBS). Dependendo da necessidade do usuário, essas equipes também atuam junto aos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), aos serviços de Urgência e Emergência e a outros pontos de atenção da rede de saúde e intersetorial. “Quando é possível o atendimento é feito na rua mesmo, com um primeiro diagnóstico, um curativo, por exemplo. O que precisa de mais privacidade pode ser encaminhado para uma Unidade Básica de Saúde para continuar o atendimento de acordo com a necessidade do usuário”, diz o secretário municipal de Saúde, Dr. Patrick Derzi.

População de Ponta Porã cresceu 1,59% em um ano

A média é de quatro novos moradores por dia, informa o IBGE
A população de Ponta Porã cresceu 1,59% entre 2018 e 2019,passando de
91.082 habitantes para 92.526. O município ganhou em um ano 1.444
moradores, numa média de quatro novos habitantes a cada dia.
Os números constam no recorte populacional divulgado pelo IBGE
(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta semana. Mato Grosso
do Sul acrescentou 30.873 novos moradores entre 2018 e 2019, passando
a ter 2.778.986 habitantes. Ponta Porã contribuiu com 4,68% de novos
moradores ao Estado.
No Estado, moram 1,3% da população do Brasil, que cresceu 0,79% do ano
passado para agora. O País ganhou 1,6 milhão de habitantes, são hoje
210.147.125 pessoas.
Hoje, a população do município representa 3,33% do total do Estado.
Ponta Porã tem a quinta maior população de Mato Grosso do Sul, ficando
atrás de Campo Grande (895.982), Dourados (222.949), Três Lagoas
(121.388) e Corumbá (111.435).
. Dentre os grandes municípios, Ponta Porã cresceu mais do que a Capital
(1,16%), do que Dourados (0,90%), Corumbá (0,57%) . ficando bem
próximo de Três Lagoas que cresceu 1,61% contra 1,59% de Ponta Porã.
CENÁRIO AINDA PARCIAL
O prefeito Hélio Peluffo avaliou que a estimativa do IBGE é realista, porém
ainda é irreal com relação ao crescimento de Ponta Porã. “Temos alguns
milhares de estudantes eu cursam Medicina no Paraguai que não foram
apenas parcialmente captados pela avaliação”, afirma.
Também ficam fora das estatísticas os brasileiros que residentes no país
vizinho que, segundo estimativas, passam de 10 mil pessoas. Apesar disso,
eles usufruem dos serviços públicos no Brasil, investimento que a
Prefeitura realiza, mas não recebe contrapartida federal.

Os números do IBGE mostram uma cidade em crescimento, que oferece
oportunidade e que precisa também disponibilizar cada vez mais serviços
públicos de qualidade para a sua gente, comentou o prefeito, prevendo
novos avanços nos próximos anos em função da melhoria da
infraestrutura e da criação de novas frentes de trabalho.

Equipe da Rede Municipal de Ensino é campeã estadual de robótica

Saiu o resultado da OBR 2019 – Olimpíada Brasileira de Robótica MS.

Equipes de Ponta Porã: NTEM núcleo de tecnologia educacional municipal. Equipe gdrive super kids e star kids homenageados e intitulados “ a sensação da OBR”. Equipe gdrive Hermes medalha de inovação, Escola municipal  Ignês Andreazza: . equipe  “Os incríveis” medalha de melhor escola pública, e CAMPEÃ ESTADUAL; . equipe Keep terceiro lugar !!A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Educação por meio do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTEM) participam do maior torneio de robótica da América Latina. O evento aconteceu nesta quinta-feira e sexta-feira, dias 22 e 23, em Campo Grande. Ponta Porã esteve representado pelas escolas municipais ´Ignês Andreazza´ e pelo Núcleo de Tecnologia Educacional.Equipes formadas pelo NTEM – Núcleo de tecnologia educacional Municipal de Ponta Porã, sob direção da professora Kedma Moraes e orientação dos professores: Rubens de Oliveira Paz, Mirta Beatriz e Alline Flores, são as equipes: gdrive star kids, gdrive super kids, gdrive Hermes, os integrantes são das seguintes  escolas municipais: EM Ramiro Noronha, E M São João, EM Prefeito Orlando Mendes, EM Jardim Ivone, EM Rural Graça de Deus, Biblioteca do Sesi, EE João Brembatti Calvoso.Equipes  KEEP e  Os Incríveis, nível 1, Equipe THE BEST, nível 2; Competidores OBR; alunos da escola Municipal Ignes Andreazza Diretora Andrea Saucedo. Professor  Deivison Rafael Lopes Figueredo ex-aluno da escola Municipal Ignes Andreazza e professa katiuci Corrêa.

Ciclovia garante novo modal de transporte, diz prefeito Hélio Peluffo

“A ciclovia garantirá um novo modal de transporte, uma opção que além de alternativa viável, trará uma nova realidade”, disse o prefeito Hélio Peluffo, ao falar sobre as obras em andamento da ciclovia. O prefeito Hélio Peluffo vistoriou as obras em andamento da futura ciclovia, que vai ligar, em um primeiro momento, a região sudeste ao sul da cidade, passando pela avenida Brasil. Os trabalhos estão concentrados nos dois extremos, pela rua Guia Lopes, na altura do Centro de Especialidades Médicas “João Kayatt” e na avenida Brasil.

“Bom ver que a nossa primeira ciclovia já começa a ser aproveitada para o lazer. Essa via terá 6,2 KM e vai unir a região do São João (perto da Escola Topo Gigio) até o monumento das cuias, passando pelo Parque dos Ervais. O objetivo é mobilidade, lazer e vida saudável. Essa é só a primeira, vem mais ciclovia por aí!”, afirmou o prefeito.

A prefeitura de Ponta Porã dá continuidade à implantação da primeira ciclovia da nossa cidade avança. Serão 6,2 quilômetros para você pedalar com toda sinalização e segurança.  “Muito bom melhorar a qualidade de vida da nossa terra e implantar um novo modal de circulação”, reforçou o prefeito.

Os primeiros metros de capa asfáltica ganharam forma no prolongamento da rua Guia Lopes, sentido bairro-centro. A ciclovia em execução vai cortar o centro da cidade, passar pela rua Guia Lopes, chegar até a avenida Brasil e chegando até o trevo da Bandeira, já no acesso à BR 463.

Prefeitura de Ponta Porã realiza leilão de veículos, maquinários e bens móveis

A prefeitura de Ponta Porã realiza mais um leilão de veículos, maquinários e bens móveis. O pregão online encerra dia 29 próximo às 14h. As informações detalhadas podem ser encontradas no site www.casadeleiloes.com.br onde também pode ser feita a inscrição aos interessados.

No total a prefeitura de Ponta Porã coloca a venda 70 lotes de bens, incluindo veículos (de passeio e utilitários), caminhões, ônibus e motoniveladoras. A diversidade de bens a serem vendidos chama a atenção. A relação conta com aparelhos de ar condicionado, cadeiras, portas e divisórias, ventiladores, estufas, camas, berços, balanças, mesas, fogões, bebedouros, arquivos, impressoras, pulverizador e até peças hoje já consideradas de colecionadores, como máquinas de escrever (datilografia), retroprojetores e mimeógrafos.

Os veículos usados estão com preços iniciais bastante competitivos. Veículo GM/Classic Spirit 2005/2006 tem lance inicial de R$ 2,5 mil. Um caminhão Ford F-4000 1987/1987 tem o lance inicial em R$ 4 mil e o ônibus Mercedes Bens 1978/1978 com capacidade para 42 pessoas sentadas será leiloado a partir de R$ 6 mil.

Os interessados podem conferir os lotes até a manhã do dia 29 de agosto nos seguintes endereços: Lotes de 01 a 25: Rua Sete de Setembro, s/n, Antiga Oficina da Prefeitura, Centro, Ponta Porã. Lotes 26 a 67 (lote 46 foi retirado): Secretaria Municipal de Obras, Av. Brasil, s/n (local do leilão). Os horários de visitação são das 8 as 11horas e das 13 as 16 horas até o dia 28 e no dia 29 apenas das 8 as 11 horas.

O pregão será comandado pelo leiloeiro oficial Tarcílio Leite. Mais informações podem ser obtidas na Prefeitura de Ponta Porã (núcleo de Licitação) das 07 as 13 horas ou pelo fone (67) 3926-6718. Com a Casa de Leilões os contatos podem ser feitos pelos fones (67) 3363-7000.