Programação especial marca Agosto Lilás em Ponta Porã

Ato marcou lançamento da campanha

Prefeitura lança campanha com atividades dentre as quais palestras educativas e de conscientização

A prefeitura de Ponta Porã, através da Secretaria de Assistência Social lançou nesta quarta-feira (08) a campanha “Agosto Lilás” no Centro de Convenções ´Miguel Gomes´. O ato marca o início de uma programação especial alusiva ao mês da conscientização contra a violência doméstica.

O prefeito Hélio Peluffo, acompanhado da secretária de Assistência Social, Vera Lúcia Oliveira, dos vereadores Agnaldo Miudinho, Beth Almeida e Neli Abdulahad participou do lançamento da campanha, que será desenvolvido durante todo este mês de agosto com ações diversas para conscientizar a população sobre os tipos de violência doméstica, os direitos das mulheres e, sobretudo, divulgar que “violência contra a mulher não tem desculpa, tem conseqüências”.

Na solenidade, o prefeito Hélio Peluffo recebeu das mãos da secretária de Assistência Social, Vera Oliveira e da Coordenadora das Políticas Públicas para a Mulher, Ariadne Lauxen o certificado de selo de “Prefeitura Amiga da Mulher”, recebido no início do mês em Campo Grande. O prefeito Hélio disse que a entrega do certificado é o reconhecimento do trabalho desenvolvido por toda equipe da Assistência Social. “Vocês estão de parabéns, pois o trabalho vem sendo reconhecido em todo o Estado”, disse Peluffo.

Ele lembrou que ao assumir a prefeitura, haviam apenas sete assistentes sociais prestando serviços ao município. “Hoje, temos trinta e dois profissionais trabalhando conosco e somente isso já demonstra nossa preocupação nessa área”, disse o prefeito, citando a coordenação da secretária Vera Oliveira e de toda equipe da pasta.

A Coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, advogada Ariadne Lauxen citou o crescimento das ações voltadas para as mulheres no âmbito do município e o fortalecimento das atividades graças à política social implantada pelo prefeito Hélio e a secretária de Assistência Social, Vera Oliveira.

“O selo de Prefeitura Amiga da Mulher reconhece esse trabalho de todos”, disse Ariadne. A delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher, Ana Luiza Noriner destacou o papel da Polícia Civil nesse combate à violência. “Cheguei a pouco a Ponta Porã mas já percebemos que as ações são diretas e constantes e nosso trabalho visa fortalecer esse direcionamento, combate o crime diretamente”, destacou a delegada.

O comandante do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), Tenente-Coronel Carlos Magno enfocou que o combate à violência contra as mulheres não é somente um papel das próprias mulheres “mas sobretudo, de toda a sociedade e também de nós, homens”. Lembrou da sua infância citando que na família a mãe tinha a voz forte e determinante.

“Crescemos em um ambiente de responsabilidade, onde meus pais sempre nos criaram sobre os preceitos do respeito. Quando fui desenvolver minha atividade como policial, estranhei muito pois cresci em uma família onde o convívio harmônico sempre esteve presente”, destacou. Ele disse que a Polícia Militar vem acompanhando todos os casos de violência doméstica muito de perto.

A secretária de Assistência Social, Vera Lúcia Oliveira enfatizou que “as ações serão desenvolvidas para que as mulheres se reconheçam juntas seus direitos, visando à criação de uma nova cultura, de uma nova realidade  que estabeleça a igualdade de tratamento e de poder entre homens e mulheres, igualdade essa que requer também a adoção de políticas públicas eficazes à transformação social”, explicou Vera Lúcia Oliveira, secretária municipal de Assistência Social.

O foco da intervenção do Centro de Atendimento deve ser o de prevenir futuros atos de agressão e de promover a interrupção do ciclo de violência. A readaptação do CAM possibilitou a destinação de ambiente reservado para a recepção das mulheres, sala de espera com televisão, local para as crianças desenharem e pintarem, salas para atendimento individual da Assistente Social, psicóloga e Advogada; sala para realização de reuniões; cozinha; e banheiro.

A coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres tem como gestora Ariadne Lauxen lembrou que “o CAM, é um espaço de atendimento psicológico, social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, que proporciona o atendimento e acolhimento necessário à superação da situação de violência ocorrida, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate da sua cidadania”, lembra Ariadne Lauxen, reforçando que “a Coordenadoria da mulher tem o papel de desenvolver políticas para mulheres com a finalidade de apoiar, assessorar, assistir e articular ações voltadas à mulher. E realizar o desenvolvimento de programas dirigidos a mulher na área da saúde, segurança, educação, qualificação profissional e geração de emprego e renda”, enfatiza.

Notícias Relacionadas

Recapeamento terá R$ 10 milhões em Ponta Porã Recursos têm R$ 7 milhões destinados pelo Governo do Estado e contrapartida de R$ 3 milhões da prefeitura   Durante entrevista concedida on...
FUNCESPP participa da Semana Acadêmica do Magsul A Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã (FUNCESPP) marcou presença efetiva durante XII Semana Acadêmica de Educação Física e IX Encontro Técnico...
Buraco no meio da pista mostra que Prefeitura acer... O tempo mostrou que a Prefeitura de Ponta Porã agiu certo quando decidiu fazer a interdição de um trecho da rua Comandante Cardoso, nas proximidades d...
Estado investe na rede de água em Ponta Porã Prefeito Hélio pediu investimentos e governador autoriza Sanesul a ampliar captação   Atendendo a pedido feito pelo prefeito Hélio Peluffo,...